Delta pode causar deficiência auditiva e outras sequelas

Desde que o vírus da Sars-Cov 2 se disseminou pelo mundo, várias cepas já foram encontradas em diferentes países. A mais infecciosa até o momento pode também ser a mais grave, segundo os estudos preliminares. Sintomas como deficiência auditiva, distúrbios gástricos sérios e coágulos sanguíneos que levam à gangrena que antes não eram observados em pacientes com a doença, agora são associados por médicos na Índia à chamada variante delta. 

É ela que intensifica a segunda onda de Covid-19 no país asiático. Na Inglaterra e na Escócia, por exemplo, as primeiras evidências sugerem que a cepa tem um risco maior de internação. A nova cepa já foi registrada no Reino Unido e já tem oito casos confirmados no Brasil.

A variante delta se espalhou também em mais de 60 países apenas nos últimos seis meses e causou restrições de viagens mundo afora. Um aumento nas infecções, alimentado pela cepa, forçou o Reino Unido a reconsiderar os planos para reabrir o país no fim do mês, com um relatório local informando que o planos podem ser adiados em duas semanas.

O entendimento sobre a variante indiana se tornou algo ainda mais crítico, após o aumentos nas taxas de transmissão e uma redução na eficácia das vacinas.

Abdul Ghafur, médico infectologista do Apollo Hospital em Chennai, a maior cidade do sul da Índia, relatou que está vendo mais pacientes da Covid-19 com diarreia agora do que na onda inicial da pandemia na Índia. “No ano passado, achamos que tínhamos aprendido sobre nosso inimigo, mas ele mudou” completou.

De acordo com seis médicos que tratam de pacientes em toda a Índia, os sintomas mais recentes que os pacientes de covid-19 estão enfrentando são dor de estômago, náuseas, vômitos, perda de apetite, perda de audição e dores nas articulações. 

D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco!