Sem categoria

De Canapés De Ouro Ao Carimbo Dourado

O discurso de preocupação com o coronavírus (covid-19) não encontra eco nas ações do presidente da ALE-AM. Depois de renovar pela décima vez um serviço de buffet, no auge da pandemia, agora é revelado um outro gasto desnecessário. Desta vez, para uso de carimbos de madeira pelos deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

De acordo com diário oficial da casa, o presidente Josué Neto (PRTB) autorizou gasto de R$ 51 mil com carimbos. E isso em plena era digital, dos QR code e outras formas de se assinar eletronicamente um documento.

Trata-se, portanto, de um gasto dispensável, desnecessário e totalmente na contramão deste momento de muita dificuldade para o cidadão comum.

Enquanto mantém-se inerte diante da crise do coronavírus, tendo ele próprio se contaminado pelo vírus por não seguir orientações preventivas, Josué Neto não mostra preocupação em conter despesas como essa, dos carimbos.

Publicidade

Afinal, ainda que não houvesse a calamidade do coronavírus no Amazonas, qual é o cabimento no gasto de R$ 51 mil com um objeto obsoleto para estes dias?

Veja o que diz o aditivo

O aditivo dos canapés

Repercutiu muito negativamente para a ALE-AM e seu presidente quando veio à tona o aditivo para cafezinho e canapés dos deputados.

Prorrogado no dia 2 deste mês, portanto no auge da crise no Amazonas, Josué Neto pagou R$ 1,6 milhão. Dessa maneira, autorizou a renovação de uma mordomia pela décima vez.

Foto: BNC Amazonas

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *