Destaque

Chico Preto pede que Prefeitura de Manaus reavalie imunidade tributária do Hospital Adventista

Após relatos de aumento substancial no valor cobrado em consultas e internações no Hospital Adventista de Manaus, o vereador Chico Preto (DC) informou, nesta segunda-feira (4), que irá apresentar um requerimento para que a Prefeitura reavalie a imunidade tributária concedida à unidade de saúde. O Adventista é uma Organização Não Governamental (ONG).

De acordo com o parlamentar, reportagens divulgadas na última semana dão conta de que as consultas no Hospital Adventista passaram de R$ 500 para R$ 3 mil, e a internação de R$ 25 mil para R$ 100 mil. Na avaliação de Chico Preto, como a unidade de saúde deixa de pagar uma série de impostos e tributos, o que acontece é que os cidadãos mais humildes estão financiando o atendimento dos mais ricos.

“O tributo que o Hospital Adventista deixa de pagar se transforma em menos remédio e menos suporte aos mais pobres. A questão é simples: os mais humildades estão pagando para que os mais ricos tenham acesso. Na minha opinião isso é uma contradição com o papel de uma instituição que carrega consigo o selo de ser filantrópica. A filantropia é a ação desinteressada para com o próximo”, destacou.

Publicidade

O vereador lembrou, também, que o terreno onde o Hospital Adventista está instalado foi subsidiado pela Suframa, e destacou ainda que outros hospitais e clínicas que não gozam de imunidade tributária entenderam o momento que a cidade e o mundo vivem e estão ajudando a combater o coronavírus. Para ele, tem faltado sensibilidade por parte da direção do Adventista.

“Enquanto tem empresas ajudando, administrando hospitais, doando máscaras, doando insumos, é lamentável ver esse comportamento de uma entidade que recebe imunidade tributária da Prefeitura. Considero isso uma atitude indigna”, afirmou.

Chico Preto orientou que caso a Prefeitura reavalie a imunidade tributária concedida ao Hospital, que seja cobrado também o valor que não foi recolhido nos últimos cinco anos.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *