Destaque

Morte do Pastor Paulo Farias é chorada até pelo Comando Vermelho

Morreu ontem em Manaus o pastor Paulo Farias, aos 70 anos, vítima do novo coronavírus (Covid-19). E muitos se surpreenderam com a repercussão de sua partida, principalmente depois que a principal facção criminosa de Manaus distribuiu um “salve” lamentando o acontecimento. Ocorre que, desde a década de 80, ele se dedicava a pregar o Evangelho dentro dos presídios e com isso conseguiu tirar da criminalidade muitos detentos. Também era o principal desafogo dos presos, que viam nele uma figura amorosa e pronta a ajudá-los a mudar de vida.
Farias era mestre de obras quando decidiu iniciar o trabalho dentro dos presídios. Foi depois consagrado diácono da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Amazonas. Mais tarde tornou-se pastor, já na década de 90, e abandonou o antigo ofício para dedicar-se apenas ao pastorado.
Com a fala mansa, mas firme, e muita coragem, dirigia-se aos presídios todos os domingos para ministrar o Evangelho. Seus cultos eram sempre bem frequentados. Inicialmente no antigo “Casarão” – a Cadeia Pública da avenida Sete de Setembro, hoje desativada – e depois nos outros presídios que foram surgindo na cidade, ele sempre levava a palavra de conforto e se tornava conselheiro de muitos que estavam dispostos a mudar de vida.
Ganhou também o respeito dos líderes de facção, que sempre se dirigiam a ele com alguma reverência.
Nos últimos anos, apresentava um programa de rádio, na emissora de sua Igreja, a Boas Novas. Com o sugestivo título de “Liberdade Atrás das Grades”, a atração tinha o foco justamente em atingir os criminosos e tirá-los da vida de crime, convertendo-os ao Evangelho.
Discreto, Farias não alardeava o próprio trabalho. Sua morte causou grande comoção na Assembleia de Deus e entre os criminosos, a ponto do Comando Vermelho decretar luto. O presidente da Igreja, pastor Jônatas Câmara, prestou a última homenagem com uma celebração transmitida ao vivo nas redes sociais, com a participação da família e de vários pastores.
O velório não foi autorizado e o sepultamento foi acompanhado apenas por algumas pessoas da família, como mandam as regras do distanciamento social.
Veja abaixo o “salve” do Comando Vermelho:

Publicidade

“CV em Luto

É com muita tristeza nos corações dos irmãos aqui do fechado e do semi aberto de vários presídios de Manaus, o CV vem agradecer o ungido de Deus pastor Paulo Farias, que um dia esteve aqui dentro conosco trazendo palavra de Deus pra todos nós. Esse era pastor verdadeiro que não tinha medo de nós, não tinha vergonha e nem preconceito. Mas infelizmente Deus levou nosso pastor Paulo Farias, vai deixar saudades pra todos irmãozinho do fechado e do semi aberto. Descanse em Paz amado Pastor Paulo Farias!

Comando vermelho em luto

blog do hiel levy

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *