Destaque

Presidente Jair Bolsonaro ofende a Honra e a Família do Prefeito Arthur Neto

Eu não tive a honra nem a felicidade de conhecer esse grande homem que é o meu sogro, Arthur Virgílio Filho, digo que é e não que foi, porque permanece vivo na história e no meu marido, que dele herdou honra, dignidade, generosidade e uma inegável combatividade.
Não poderia deixar de expressar meu repúdio por esse cidadão que escolhi para ser presidente, mesmo contra a opinião de meu marido.
Não tolero tanto discurso de ódio e desrespeito a nossa família e de todos que sofreram com a ditadura.
Ele fez uma campanha defendendo os valores familiares e hj é o maior incentivador do ódio e desrespeito.
Seu desequilíbrio tem provocado sentimentos que só atrapalham a democracia, ao mesmo tempo revela um caráter perverso, quando reabre feridas que a anistia nasceu para sepultar. Como no caso de Fernando, cujo corpo nunca foi encontrado, pai do atual presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, que meu marido considera como seu parente agora volta a trazer à baila o episódio da cassação do mandato de meu sogro, pelo monstruoso Ato Institucional número 5, o odiento AI-5.
Meu sogro trouxe luz elétrica para Manaus, fundou a Universidade Federal do Amazonas, além de ter sido um dos mais ilustres parlamentares deste País.
O presidente Bolsonaro não tem a grandeza de pedir desculpas aos que molesta diariamente. Neste caso, ofendeu a mim, a todos da família, ao bom senso e à maturidade que deve se exigir de um presidente da República.
O insulto ao meu marido é injusto, descabido e revela desequilíbrio.
Estou triste e indignada!

Publicidade

Elisabeth Valeiko Ribeiro

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *