Destaque

Wilson Lima se reúne com prefeitos nesta quinta para realinhar atendimentos à Covid-19

O governador Wilson Lima (PSC) vai se reunir com prefeitos do interior nesta quinta-feira, 28, para realinhar atendimentos no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19), nos municípios. O encontro com os gestores foi confirmado pelo governador durante o anúncio da ordem de serviço para início das obras de recuperação da infraestrutura do Hospital e Pronto Socorro (HPS) Dr. João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, na manhã desta quarta-feira, 27.

O governador não deixou claro, em sua fala, se o encontro vai ser presencial ou por videoconferência. “Amanhã vou me reunir com os prefeitos para realinharmos essas ações de enfrentamento. Eu já tenho começado a visitar os municípios do interior e nos próximos dias estarei visitando outros dois municípios que também são polos para levar respiradores e montar unidades intermediárias”, disse.

Ainda sobre medidas tomadas para o interior do Amazonas, Wilson disse que o Estado está qualificando oito polos, onde está sendo montando estruturas intermediárias para atender os pacientes e evitar que eles sejam internados em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

“E, aqueles pacientes que estão com uma situação mais agravada, estamos trazendo pra capital através UTI área. Nós temos uma média de transferência de sete pacientes/dia, então, com essas ações, estamos mantendo um controle da pandemia também no interior”, ressaltou o governador.

Conforme o boletim epidemiológico diário da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), o interior já ultrapassou a capital amazonense em números de contágios, e já representa 54,92% do total de infectados do Estado.

Reforma

Sobre a reforma do hospital João Lúcio, Wilson Lima disse que as obras se estenderão por um período de seis meses, sem que se comprometa os serviços na unidade de saúde. “Com relação a escolha do hospital para a reforma, bem antes da questão da Covid, já haviam feito um mapeamento para identificar qual unidade tinha mais urgência de intervenção. E o João Lúcio sempre esteve na nossa prioridade”, disse o governador.

Lima pontuou que, inicialmente, seria apenas uma reforma na parte elétrica, mas, quando houve a possibilidade do Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento), fazer a concessão do uso da sobra de recursos, a reforma foi ampliada. Segundo ele, as obras iniciam nesta quarta-feira, 27.

De acordo com o governador, a sobra do Bird para a reforma do João Lúcio tem relação com o valor do dólar. “O Bird tem financiado as obras de igarapés no Estado. Quando muitas dessas obras foram contratadas há 5 ou 6 anos, tínhamos um valor do dólar, e aí, naquele momento o dólar que estava custando R$ 3, hoje custa R$ 5, então, o empréstimo naquele tempo que era um valor, passou para outro valor. Nesse momento de pandemia, fizemos a proposta para utilizar essa sobra desses contratos do Bird para investir em saúde”, ressaltou o governador.

Ele explicou que, como os empréstimos eram destinados para infraestrutura, o recurso não poderia ser utilizado na compra de insumos, como remédios e equipamentos.

Sobra

Ainda segundo o governador, existe uma sobra de R$ 15 milhões de recursos do Bird que serão destinados para reforma de outras duas maternidades.

Atendimento

O governador adiantou que, passada a pandemia pela Covid-19, o Estado deverá centralizar os atendimentos de novos casos testados positivos do coronavírus no Hospital Delphina Aziz e também no Hospital de Campanha na Nilton Lins, para que a saúde possa voltar aos seus atendimentos normais, com cirurgias e demais serviços.

portal o poder

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *