Álvaro Campelo defende ação conjunta entre forças de segurança para conter ataques de piratas nos rios do Amazonas

O deputado estadual Álvaro Campelo (PV) defendeu em seu pronunciamento durante Sessão Plenária na manhã desta quinta-feira (07), uma ação conjunta entre as forças de segurança do estado, além do reforço no policiamento fluvial para combater de forma efetiva os assaltos praticados por piratas nos rios do Amazonas. O parlamentar ressaltou que os problemas causados pelas ações dos criminosos têm forte impacto sobre as atividades econômicas no interior.

Na oportunidade, o deputado chamou a atenção para um caso ocorrido no município de Japurá nesta quarta-feira (6), onde três suspeitos de serem “piratas do rio” foram idenficados e contidos pela população. Um deles teve o corpo queimado no meio da rua. “Essa não é uma situação isolada. Casos como esses estão acontecendo em diversos municípios do estado do Amazonas e é preciso de uma ação forte e efetiva que possa combater esse tipo de situação que infelizmente é registrado no interior do Amazonas. Apenas o exercício da pm ou policia civil não será o bastante para combater esses crimes, será necessária uma ação ampla, para que isso possa ser combatido inclusive como já foi feito no Rio de Janeiro onde o exercito foi para as ruas e foi combater a criminalidade”, propôs o parlamentar.

Segundo dados do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Amazonas (Sindarma), o prejuízo causado às empresas de navegação, passa da ordem dos R$150 milhões anualmente. No Amazonas, mais de R$800 mil pessoas usam embarcações, como principal meio de transporte.

Nas últimas semanas através das redes sociais, o deputado vem recebendo relatos de moradores do interior sobre ataques piratas. “Tá ficando cada dia mais difícil viajar no rio por questão desses piratas, porque eles estão atacando, várias embarcações estão sendo atacadas tá ficando difícil a gente trabalhar, eles estão cada vez mais com armamento pesado’, disse um morador do município de Coari, que preferiu não se identificar.

A navegação fluvial é o principal modal de transporte no Amazonas e é responsável pelo abastecimento de 90% dos 62 municípios amazonenses. Cerca de R$100 milhões por ano são roubados por piratas nos rios do Amazonas.

Entenda o caso

Na última quarta-feira (6), segundo moradores do município de Japurá, no interior do Amazonas, pelo menos três piratas foram agredidos pela população. Entre eles, uma pessoa foi presa, e duas morreram. Um deles foi morto e em seguida, queimado. O outro teria tentado fugir a nado, mas acabou morrendo afogado. Moradores relataram que os homens foram identificados como criminosos que agiam no rio, e assaltavam e agrediam trabalhadores do local.

A prisão do terceiro homem foi realizada pela Polícia Militar. Moradores ainda tentaram invadir a delegacia do município na tentativa de encontrar o homem preso, mas não conseguiram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *