Bebê morto é substituído por serragem em caixão

Natimorto é a morte de um feto após 20 semanas de gestação. Complicações da gravidez são problemas que ocorrem apenas durante a gestação. Elas podem afetar a mulher, o feto ou ambos e surgir várias vezes durante a gestação. No entanto, a maioria das complicações da gravidez pode ser tratada.

No último sábado (30), uma família passou por um momento tenso e revoltante, momentos antes de sepultarem o bebê natimorto, que a gestante da família perdeu, resolveram abrir o caixão e virão só havia serragem. O caso ocorreu no município de Imbaú,  nos Campos Gerais do Paraná.

O casal Larissa Garbielly de Oliveira Richeter, 19 anos, e Eduardo Jangada, 18 anos, aguardava a chegada da pequena Helena. Mas, a gestante teve um problema e perdeu o bebê com 24 semanas de gestação. Para fazer a retirada, o casal seguiu até um hospital particular em Ponta Grossa.

Como já era um bebê formado, o corpo deveria ser entregue à família para sepultamento. No hospital, a família pegou o pequeno caixão branco e seguiu com a funerária para Imbaú, onde fariam o sepultamento.

Antes do enterro, a família quis colocar uma roupinha na bebê. E a surpresa veio quando abriram o caixão e encontraram um saco com serragem, ao invés da criança.

A situação colocou a família retornou ao hospital e encontraram o corpo da bebê no necrotério. Ainda sem ter explicações do que tinha acontecido, levaram a criança a Imbaú para sepultá-la no fim da tarde.

A família informou que entrará com uma ação contra o hospital. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *