Crianças eram vendidas pela mãe e estupradas por sargento da PM em Manaus

A Operação Medusa, deflagrada hoje (18), prendeu dois homens por estuprarem e prostituírem duas crianças de 8 e 12 anos em Manaus. Um dos presos é sargento de reserva da PM e pai das vítimas e o outro é um comerciante.

O crime foi descoberto depois que as irmãs desapareceram por sete dias após irem passar o fim de semana em um sítio com a mãe, na BR-14. Na época, como o padrasto havia sumido junto com elas, levantou -se a hipótese de que ele teria violentado as duas. Uma força tarefa foi montada para tentar encontrá-las, mas não teve sucesso. 

Alguns dias depois, as menores retornaram para casa sozinhas e alegaram que estavam perdidas na mata, mas que haviam conseguido encontrar o caminho de volta.

Após o reaparecimento, elas foram ouvidas pela delegada Joyce Coelho e pela equipe da Depca e passaram por exames que não comprovaram abusos, por isso o padrasto foi ouvido e liberado.

Em depoimentos posteriores, a delegada encontrou diversas incoerências nas versões das vítimas e mais tarde foi descoberto que contra o pai, já havia uma denúncia de que ele teria estuprado as meninas.

A polícia pediu à Justiça que as duas fossem retiradas da guarda dele e fossem encaminhadas a um abrigo até que as acusações fossem devidamente apuradas.

Investigando mais a fundo, a delegada diz que a polícia descobriu que as meninas eram exploradas sexualmente pelo próprio pai. 

As meninas foram ouvidas novamente e na ocasião, revelaram toda a história: “A criança mais velha nos relatou que desde pequena era abusada pelo pai e que também a genitora, que era usuária de drogas, a vendia para um comerciante de perto da casa delas (…) No caso dessa criança, ela era vendida em troca de alimento, porque esse comerciante tinha uma vendinha do lado. Ela relata com todas as letras que a primeira vez que se “vendeu”, ela estava com fome. Ele pagou R$ 20, com 10 ela comprou arroz, feijão e levou para casa e R$ 10 ela comprou uma sandália porque estava sem chinelo, tudo isso intermediado pela mãe. Na segunda vez a mãe pediu que ela aceitasse o ato porque ela estaria devendo para alguém e ela obedeceu”, detalha Joyce.

A delegada conta ainda, que na semana passada foi descoberto que essa mesma criança estava em contato com um policial que ajudou nas buscas por ela e que em desabafo havia contado mais sobre os abusos e sobre o desaparecimento na mata.

A menina conta que se perdeu na mata com a irmã e o padrasto que descobriu que ela teria sido mandada para lá naqueles dias porque seria vendida novamente para outro homem. Na tentativa de protegê-las, o marido da mãe fugiu com as crianças. 

A delegada então deu início a operação e os mandados de prisão contra o pai e contra o comerciante que mora ao lado da casa da mãe foram cumpridos na manhã de hoje. Eles estão sendo ouvidos, a mãe não foi achada e já é considerada foragida pela polícia.

O nome da operação faz alusão a Medusa, uma deusa grega que foi abusada por Poseidon, e foi desacreditada e ainda punida por ele com cabelos de cobra.

Regras para o Sorteio:
Curta Nossa Página: https://www.facebook.com/portalmancheteam
Mande seu nome para o Whatsapp (0920 99263 4988
Toda semana o sorteio de R$ 50,00 Reais
OU Cesta básica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco!