É falso que o TSE comprou 32 mil urnas “grampeadas” para fraudar as eleições

Um vídeo circula nas redes sociais junto à alegação de que o TSE teria comprado 32 mil urnas

Segundo o autor da publicação, essas urnas estariam estocadas e teriam sido “grampeadas” para alterar o resultado das eleições

A informação, porém, é falsa e já foi desmentida pelo TSE

Um vídeo que acusa o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de ter comprado 32 mil urnas “grampeadas” é compartilhado por dezenas de usuários nas redes sociais. Segundo a publicação, essas urnas estariam estocadas e o objetivo do TSE com essa compra seria fraudar o resultado das eleições.

Uma legenda sobreposta ao vídeo alega que o “STE comprou 32 mil urnas grampeadas para definir as eleições”, em referência ao TSE. A informação, porém, é falsa e já foi desmentida pelo tribunal.

fonte, R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *