Em prisão domiciliar, Roberto Jefferson é o candidato lançado pelo PTB à Presidência da República

Nesta segunda-feira, 1, o PTB realizou em Brasília a convenção nacional do partido, onde lançou o ex-deputado Roberto Jefferson como candidato a presidente da República nas eleições deste ano.

A convenção foi feita um hotel, mas Roberto Jefferson não compareceu porque cumpre prisão domiciliar desde janeiro deste ano. O candidato a presidente enviou um vídeo ao evento, onde diz que a candidatura dele não se opõe à do presidente Jair Bolsonaro, mas, “confronta a abstenção” e preenche “alguns nichos de opções ao eleitorado direitista”.

Jefferson também diz que Bolsonaro se candidata à reeleição “sozinho”, enquanto a esquerda “se apresenta como um polvo com vários tentáculos”, destacando que é “fã” das ideias de Bolsonaro e que o presidente tem um “eleitorado inibido”.

Ele destaca que “Temos que participar desse processo. Ofereço meu nome, Roberto Jefferson, para disputar a eleição presidencial. Não quero inibir ninguém que deseja disputar a indicação. Não desejo inibir nenhum companheiro que deseja apoiar, no partido, o presidente à sua reeleição. Apoie. Ao final, estaremos juntos”, acrescentou.

Em 2021, Roberto Jefferson foi preso no ano passado no inquérito que apura a atuação de uma milícia digital contra a democracia. Atualmente ele está em prisão domiciliar, mas a Polícia Federal ainda investiga o caso.

Com Informações do Poder 360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *