Festival Folclórico do Amazonas apresenta os campeões da Categoria Ouro

Os vencedores da Categoria Ouro do 64° Festival Folclórico do Amazonas foram definidos nessa terça-feira, 26/6, no auditório do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, zona Sul. O festival, que aconteceu entre os dias 10 e 23 de julho, é uma realização da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Ao todo, 64 grupos folclóricos levaram espetáculos ao CCPA e seis bois-bumbás (Master A e B) ao Centro de Convenções de Manaus – Sambódromo.

De acordo com diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, a atual edição do festival folclórico foi um sucesso total e movimentou o público e os folcloristas, além da economia criativa local. “Estávamos há dois anos sem a realização do evento de forma presencial e isso gerou uma expectativa muito grande em todos, especialmente nos brincantes, mas, superamos. Obtivemos êxito em todas as áreas. Quanto à apuração, ela ocorreu de forma organizada e pacífica“, afirmou o presidente.

O diretor de eventos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, José Luís de Almeida, presidiu a mesa de apuração formada pela representante do jurídico da pasta, Ane Paiva, e membros dos grupos e associações folclóricas.

“Todos os grupos estão de parabéns. Quem acompanhou as apresentações, pode observar a garra e a vontade de retornar ao palco do festival folclórico depois de dois anos”, reconheceu José Luís.

Apuração

O primeiro dia de apuração foi dedicado aos grupos folclóricos. Os campeões da Categoria Ouro na modalidade Quadrilha foram: Junina Caipira na Roça (Tradicional); As Poderosas na Roça (Cômica); Em Busca da Paz (Duelo); e Show Funk na Roça (Alternativa).

Marcio Caipira, responsável pela quadrilha tradicional bicampeã do festival, comemorou a vitória atribuída à comunidade do Alvorada, zona Centro-Oeste de Manaus. “Fizemos uma apresentação voltada para a questão do milagre em nossos corações, em manter acesa a chama do candeeiro que está dentro de cada brincante que faz cultura popular no nosso Estado”, disse.

Dos 10 grupos de Ciranda, o vencedor desta edição foi o Rosas de Ouro. A agremiação do bairro Armando Mendes, zona Leste, homenageou o Festival Folclórico de Parintins.

“Este troféu representa o retorno do folclore ao Povos da Amazônia e o engrandecimento dos grupos folclóricos. Esperamos que o festival continue crescendo, como ele merece. É uma coroa ao trabalho bem feito não só da nossa ciranda, como de todos da categoria ouro”, destacou Francisco de Souza, representante da Rosas de Ouro.

Também comemoraram o título de campeões: Justiceiros do Sertão (Dança Nordestina), Baniwa (Cacetinho), Maués (Tribos), Café XV de Outubro (Dança Nacional), Caxemira (Dança Internacional), Serafina (Dança Regional), Estrelinha (Garrote Regional) e Brilho do Campo (Garrote Tradicional).

O segundo e último dia de apuração acontece nesta quarta-feira, 27/7, quando serão conhecidos os vencedores dos bois-bumbás (Master A e B).

Sucesso de público

Segundo o secretário executivo de Cultura e Economia Criativa, Candido Jeremias, a 64ª edição da Categoria Ouro do Festival Folclórico do Amazonas marcou a volta do formato presencial ao local de origem e a receptividade do público.

“Uma vez trazendo o evento para o Povos da Amazônia, que foi preparado para receber este público, em 14 dias de festival folclórico tivemos o apoio dos órgãos de segurança e saúde, com baixa adesão às ocorrências e um quantitativo de público de 80 mil pessoas, entre os Povos (da Amazônia) e o sambódromo”, comemorou o secretário.

Além das danças, o evento contou com mais de 40 permissionários na praça de alimentação e na venda de artesanatos, fomentando a geração de emprego e renda no Estado. Ao todo, a programação completa do FFA reuniu cerca de 200 mil pessoas, somando o público que prestigiou as categorias bronze, prata, ouro e grupo de acesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *