Fotos de Nanda Costa nua passarão por perícia para Justiça decidir indenização

A atriz Nanda Costa conseguiu derrubar uma decisão judicial que fixava em R$ 5.019,94 o valor da indenização por danos materiais a ser paga pelo portal Terra por uso não autorizado de fotos em que ela aparecia nua. Os desembargadores da 13ª Câmara Cível do Rio acolheram parcialmente os argumentos de Nanda e concluíram “ser imprescindível a nomeação de um perito para determinar o valor da indenização”.

As imagens foram usadas para ilustrar a reportagem “Nanda Costa recusa Playboy, mas já apareceu nua em filme”. Sem autorização, o portal pegou fotos do filme “Febre do rato” logo depois de a atriz recusar um cachê de R$ 2 milhões oferecido pela revista. Na época da publicação, Nanda Costa interpretava a personagem Morena na novela “Salve Jorge”, que abordava o tráfico humano para prostituição. Em 2018, o Terra já havia sido condenado a pagar indenização por danos morais, no valor de R$ 50 mil, além de juros e correção. Já os danos materiais ficaram para ser arbitrados no momento da execução da sentença. Nanda defende que se use como parâmetro contratos que foram oferecidos a ela à época dos fatos, inclusive o da Playboy.

Mas, em primeira instância, a 3ª Vara Cível da Barra, entendendo desnecessária a prova pericial, fixou a indenização em R$ 5.019,94, tendo como parâmetro valores pagos para se ter direito de uso sobre fotografias antigas, extraídas de banco imagens na internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *