Maníaco usava hotel no Centro de Manaus para manter mulher em cárcere privado

Dois estabelecimentos foram autuados durante a Central Integrada de Fiscalização (CIF), coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), na noite de quinta-feira (28/07) no Centro, zona sul de Manaus. Durante a ação, um homem foi preso ao ser flagrado mantendo uma mulher em cárcere privado em um quarto de hotel. Ao longo da CIF, os policiais efetuaram outra prisão, desta vez por porte ilegal de arma de fogo.

Ao todo, os agentes da CIF fiscalizam 12 locais, entre hotéis, pousadas e demais estabelecimentos comerciais, com o objetivo de combater delitos que acontecem neste tipo de estabelecimento, naquela região da cidade. A ação envolveu a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, entre outros órgãos.

O Mercadinho Lisboa foi autuado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e a Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) por falta de documentação obrigatória. Já a Distribuidora Central foi autuada pelo CBMAM também por irregularidades.

Durante uma abordagem realizada por policiais da Força Tática na pousada Juliana, localizada na rua Quintino Bocaiúva, um homem foi preso em posse de uma espingarda calibre 22.

Mulher libertada

Enquanto fiscalizavam hotéis no Centro, agentes da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) encontraram uma mulher amordaçada, em um dos quarto. Ela estava com os braços e as pernas amarradas, em situação de cárcere privado. Ela também apresentava sinais de agressão física. Equipes da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) foram acionadas para dar apoio na ocorrência.

“Quando abrimos (a porta do quarto), a mulher estava amarrada no chão e as crianças em cima da cama e o homem com alguns arranhões. Constatamos que ele havia amarrado ela e, por alguns hematomas no rosto, também identificamos uma situação de violência”, explicou a delegada Elizabeth de Paula, titular do 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A PC-AM acionou a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e o Conselho Tutelar para dar apoio à mulher e às crianças. O homem, de 44 anos, foi encaminhado à Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM).

Fiscalização

A CIF contou com um efetivo de mais de 200 agentes da esfera estadual, municipal e federal. De acordo com o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, esta foi a maior CIF realizada em termos de efetivo e integração entre órgãos.

“Estamos aí com mais de 200 pessoas envolvidas, mais de 100 viaturas nesta operação. Se formos comparar com o ano passado, já temos reduções em diversos índices criminais, inclusive redução no número de homicídios, tudo isso reflexo das nossas operações”, disse o secretário.

fonte: Portal cm7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *