Mesmo sendo apoiado por Lula, Sassá da Construção diz que militância de Manaus não apoiará Eduardo Braga

Manaus – No último sábado (30), durante convenção do Partido dos Trabalhadores (PT), realizada no Sindicato dos Metalúrgicos (Sindimetal), o pré-candidato ao cargo de deputado federal Sassá da Construção Civil, disse que a sigla na capital do Amazonas não irá apoiar Eduardo Braga (MDB) ao governo do Estado, sendo que Braga tem o apoio do ex-presidente Lula.

Sassá disse que Braga é “golpista”, devido ao fato do senador em mandato apoio o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016, e que a militância do PT Manaus não irá apoia-lo.

“Vou falar e se quiser me expulsar do partido, que expulse, eu tenho candidato a vice-presidência da República, tenho a federal, ao senado e a estadual no Amazonas, mas quero dizer que golpista aqui não tem vez”, disse o petista.

As declarações de Sassá da Construção esquentaram ainda mais quando ele confirmou que não apoiará Eduardo Braga.

“Eu não vou pedir a benção de ninguém e vou apoiar o presidente Lula. O senador Eduardo Braga está fora do meu apoio”, finalizou.

Em defesa de Braga, o também candidato pela sigla Thiago Medeiros rebateu as falas de Sassá e tentou “acalmar” os ânimos da militância na convenção.

“O partido é um coletivo de pessoas. Se você não aceita decisão ou pede para sair ou fica calado. O PT não é uma pessoa, mas sim todos nós”, disse o petista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *