Mulher afirma que foi chamada de ‘morta de fome’ e ameaçada ao reclamar de hamburgueria

Uma enfermeira, de 35 anos, afirmou ter sido ameaçada pelos donos de uma hamburgueria em São Vicente, no litoral de São Paulo, após reclamar de um pedido. A mulher, que preferiu não se identificar, disse que o problema começou quando recebeu uma garrafinha de refrigerante de 200 ml em vez da lata de 350 ml, como constava na foto do cardápio do combo de x-burguer, onion rings, batata frita e refrigerante. A cliente também contou ter pagado R$ 9,98 no lanche de R$18,99, pois usou um cupom na compra por aplicativo.

Ao receber o pedido, a enfermeira se sentiu enganada e entrou em contato com a plataforma de delivery para relatar o ocorrido. A plataforma optou por cancelar todo o pedido e estornar o valor pago. Minutos depois foi surpreendida com a visita de dois funcionários do estabelecimento.

“Nem tinha visto o cancelamento até tocarem a minha campainha. Vieram até a minha porta, pedi para o meu marido descer, pois achei que tinham vindo trazer o refrigerante certo, [mas] ele foi surpreendido com uma abordagem de intimidação, chegaram falando que cancelamos na maldade”, disse a mulher em entrevista ao G1.

Após ter sido chamada de ‘golpista’ e ‘morta de fome’ em frente de casa, a enfermeira pegou o celular e viu que a plataforma de delivery havia estornado o valor da compra. Depois, viu uma mensagem no Instagram do restaurante.

“Mandei mensagem, pois achei que eram os funcionários agindo dessa maneira, não me pareceu coisa que um proprietário sério faria. Relatei a conduta errada e me ofereci a reembolsá-la por PIX, mas ela me surpreendeu. Disse estar ciente e de acordo com a postura deles”, contou.

A enfermeira disse que recebeu o pedido errado e a intenção não foi o cancelamento. “Não quero meu nome vinculado a um golpe. Eu sou trabalhadora e honesta, não quero ser difamada como golpista. Peço todos os dias e nunca tive problema assim. Na maioria das vezes peço dos mesmos lugares”, afirmou.

O caso foi registrado como injúria na Delegacia Eletrônica e encaminhado ao 2º DP de São Vicente, responsável pela área onde os fatos ocorreram.

Com informações do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *