Novo medicamento para covid-19 reduz mortes em pacientes hospitalizados, diz estudo

Durante evento da Sociedade para a Endocrinologia do Reino Unido, ocorrido em Edimburgo nesta semana, uma equipe de pesquisadores do Imperial College de Londres divulgou um estudo onde a dexametasona mostra alta eficácia para o tratamento de pacientes hospitalizados com covid-19.

Na pesquisa realizada com mais de duas mil pessoas no Reino Unido, foi observado que a medicação reduziu o risco de entrada dos pacientes nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e em óbitos em 56% dos casos. Durante o procedimento foram avaliados 889 doentes entre Março e Abril de 2020 que não foram tratados com dexametasona e outras 1372 pessoas que foram tratadas com o medicamento entre Novembro de 2020 e Janeiro de 2021.

Durante o estudo, uma das dúvidas era se a dexametasona colocaria a vida de diabéticos em risco, já que o uso da medicação pode aumentar os níveis de açúcar no sangue. Porém, o medicamento manteve o mesmo desempenho e reduziu as internações mais graves assim como a mortalidade mesmo em pacientes diabéticos. A dexametasona é um anti-inflamatório usado no tratamento de doenças autoimunes, como lúpus, formas graves de alergia ou enjoos. 

Com informações do Notícias ao Minuto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco!