Prefeitura de Manaus realiza treinamento em primeiros socorros aos profissionais do distrito indígena

A Prefeitura de Manaus realizou um treinamento em primeiros socorros, na manhã desta quarta-feira, 3/8, voltado a profissionais que atuam no Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) de Manaus. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) mobilizou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para levar orientações teóricas e práticas sobre Suporte Básico de Vida (SBV).

A enfermeira Leda Sobral e três técnicos de enfermagem do Samu coordenaram a atividade durante a Oficina de Saúde do Dsei/Manaus, direcionada a odontólogos e auxiliares de consultório odontológico que atuam em áreas indígenas.

“A Semsa promoveu essa capacitação para instruir os trabalhadores da área indígena sobre como proceder em situações de urgência até a chegada de um atendimento especializado. Apresentamos algumas questões que podem surgir na realidade dele, como desmaios, convulsões, paradas cardiorrespiratórias, engasgos e ferimentos”, explicou Leda.

Durante a ação, os socorristas do Samu utilizaram manequins para simular a conduta adequada diante de paradas cardiorrespiratórias ou engasgos, por exemplo. As práticas apresentadas fazem parte do SBV, que consiste em um conjunto de ações imediatas que podem salvar vidas, sem uso obrigatório de equipamentos, para estabilizar o paciente até a chegada de socorro médico.

“O SBV é a primeira assistência prestada em situação de urgência, e não precisa ser necessariamente realizada por um profissional de saúde. Se um leigo for capacitado de forma adequada, ele pode prestar o primeiro atendimento da melhor forma possível e isso garante a sobrevida e a qualidade no socorro, com o mínimo de sequelas”, afirmou a enfermeira.

A auxiliar de Saúde Bucal, Jucinete Soares da Costa, que trabalha na área há 21 anos, foi uma das participantes do treinamento. “É muito gratificante participar dessa oficina porque nas regiões onde a gente atua não temos suporte para atendimento imediato e dessa forma podemos atender melhor nossos pacientes em caso de emergência”, disse.

— — — 

Texto – Victor Cruz / Semsa

Fotos – Henrique Souza / Semsa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *