VÍDEO: Paciente fica acordada durante cirurgia para retirada de tumor no cérebro

Uma paciente de Curitiba foi mantida acordada durante uma cirurgia para a retirada de um tumor no cérebro. O procedimento ainda é considerado raro no Paraná. A paciente Daiana Paulmann tem 30 anos e passa bem. Assista trechos do procedimento no vídeo acima.

O tumor tinha sete centímetros e foi descoberto há dois meses. Os primeiros sintomas surgiram há um ano, quando o terceiro filho de Daiana nasceu.

Primeiro, ela começou a sentir formigamentos nos braços. Depois, ela teve paralisia em um lado do corpo. A paciente também sofreu uma forte convulsão. O diagnóstico veio por meio de uma tomografia.

No caso de Daiana, o único tratamento possível era a cirurgia. Como o tumor estava instalado em uma área importante do cérebro, os médicos tomaram uma decisão difícil: manter Daiana acordada.

A anestesia permitiu que a paciente não sentisse dor. O procedimento durou cerca de seis horas, e Daiana ficou consciente o tempo todo.

A cirurgia

Enquanto a equipe médica retirava o tumor, Daiana conversava com o cirurgião e respondia a estímulos considerados importantes.

Em alguns momentos, os médicos pediram para que a paciente movimentasse alguma parte do corpo.

Os médicos afirmam que a principal vantagem de fazer um procedimento do tipo é a segurança. Enquanto conversam com o paciente, os profissionais conseguem ter a certeza que não afetaram funções do cérebro, evitando sequelas.

O neurocirurgião Carlos Alberto Mattozo explicou que, quando o paciente não responde a um dos estímulos, a equipe sabe exatamente o que fazer e quando parar.

“A gente conta com a informação que vamos obter imediatamente depois da cirurgia. O paciente vai acordar como ele terminou os testes durante o procedimento”, afirmou.

Enquanto isso, já em casa, Daiana comemora o sucesso da cirurgia.

“Vida nova, eu tive uma segunda chance. Aproveito cada instante.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *